Curar enfermidades com o pepino – Cucumis Sativus

Curar enfermidades com o pepino – Cucumis Sativus

Se o pepino se apresenta muitas vezes como um alimento dificilmente digerível e produz vômitos, é porque os homens mesmos tem a culpa de não prepará-lo bem.

O pepino nem sequer deve ser preparado, mas sim, comido tal como é, completamente ao natural, somente bem lavado e, antes de tudo, sem sal.

Justamente  o sal e o vinagre é que convertem os pepinos em um alimento de difícil digestão. Geralmente prepara-se com sal algum tempo antes das refeições.

O  penetra nas suas células e o transforma em um produto que é para o estômago como um couro.

Já mencionamos várias vezes que nunca deveria ser empregado o vinagre na cozinha. O sal tão pouco é necessário para o crudismo e também nas refeições vegetarianas cozidas usar-se pouco sal. A pimenta e  outras coisas picantes nem sequer devem ser mencionadas, sendo isto muito compreensível ao prezado leitor que já conhece ou leu os nossos livros.

O pepino é justamente um alimento que facilmente pode ser comido cru, tal qual esta na planta. Assim se obtém diretamente as muitas vitaminas curadoras e substâncias minerais naturais, nele contidas.

Aquele que quiser comer o pepino como salda, deve cortá-lo em fatias bem finas e por, em lugar do sal, o suco natural do limão. Também se pode misturar  com talhadas de tomate, cebolas cortadas fino, salsa, cebolas verdes, endro e outros ingredientes, mas sempre com a condição de se preparar a salada pouco antes de ser  servida, porque os pepinos são difíceis de digerir quando preparados longo tempo antes,  e especialmente se temperados com sal. É vantajoso preparar antes os demais ingredientes e só agregar os pepinos quando se vai comer.

Por conseguinte, os pepinos conservados em vinagre, sal e pimenta, não são um alimento para o homem que quiser manter-se são. Ao contrário, são prejudiciais quando preparados desse modo, perdendo assim seu valor curativo e nutritivo, pois destrói justamente as substâncias mais necessárias.

As crianças, acostumando-se, comem com agrado pepinos sem descascar. Pode-se come-los nas refeições, com um pedaço de pão. Assim tem bom gosto e são um alimento fortificante e saudável. Se alguma vez se encontrar um pepino amargo, não é motivo para não come-lo, pois, quanto mais amargo, tanto mais saudável.

Se todos os homens quisessem trocar os pratos preparados com carne, por pepinos, então estaria resolvido o problema de algumas enfermidades, como:

Câncer, úlceras, tumores, etc.

Com o rábanos, o pepino é também muito rico em vitaminas, e, por conseguinte, de primeira grandeza para fins de limpeza. Não é em vão portanto que se emprega também como meio de beleza.

Quem friccionar a cútis com o pepino, especialmente com a sua casca, experimentará seu poder de limpeza e embelezamento. O pepino age exterior e interiormente.

Sua abundância em bases o capacita a combater as acumulações de ácidos úricos e substâncias venenosas. Ele limpa e cura o intestino, estômago, fígado, rins, garganta, etc..

Tudo que limpa também vivifica e dá forças para o trabalho. E é isto que o pepino faz no organismo humano.

Para o bom funcionamento  dos órgãos e do corpo é de grande significado o suco de pepinos.

Ninguém deveria por conseguinte descuidar-se de aproveitar bem o pepino, quando há abundância do mesmo, pois assim obterá grande vantagem para a saúde.

Descascando-os perdem muito do seu valor, pois justamente na casca estão os sais nutritivos e vitaminas tão importantes contidos no pepinos. Também a casca que não se come deveria ser sempre aproveitada. Para ela há fins especiais de aplicação. Aquele  que tem mãos ásperas e fendidas pode aplicar durante a noite as cascas sobre as mesmas. Também pode friccionar com elas o rosto e o corpo.

São também úteis na água em que se lava o rosto, as mãos e o corpo. Quem quiser  pode passar sobre a pele suco de pepino, pois é um meio para fazer funcionar a pele,

livre de todos os prejuízos que aparecem nos meios químicos. Uma má função da pele traz com o tempo outras enfermidades, como afecções da pele, tumores e muitas enfermidades interiores. Por isso, aconselhamos empregar o pepino também para massagens. Fricciona-se o corpo com o suco de pepino ou com a casca.

“ A comida não deve ser ingerida nem muito quente nem muito fria.  Se esta fria, as forças vitais do estômago são chamadas a fim de aquecê-la antes de ter começo o processo digestivo. Bebidas frias, pelo mesmo motivo, são prejudiciais; por outro lado o uso copioso de bebidas quentes é debilitante. De fato, quanto mais liquido for ingerido nas refeições, tanto mais difícil se tornará a digestão do alimento; pois o líquido precisa ser absorvido primeiro para que a principie a digestão. Não useis sal em quantidade, evitai as conservas e comidas condimentadas, servi-vos de abundância de frutas é a irritação que reclama tanta bebida nas refeições desaparecerá em grande parte” _ E.G. White.